quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Lunchbox


Sou adepta da "marmita" faz 8 anos. Para mim não é uma questão de crise ou de poupança mas sim uma questão de saúde e bem-estar. Sinto-me melhor porque como a minha comida todos os dias em vez de comer algo que não controlo cozinhado por um desconhecido. Obviamente que esta opção também se traduz numa poupança ao final de cada mês, mas esse nunca foi o objectivo principal de trazer a comida para o trabalho. Tenho sorte porque temos condições para o fazer: há um bom refeitório com microondas, tostadeira/grill para aquecer sanduiches e jarro eléctrico, pelo que o almoço é sempre acompanhado por chá, seja verão ou inverno!
Trazer a lancheira de casa pode parecer uma complicação para quem não está habituado, mas acho sinceramente que tudo não passa de uma questão de organização mental. 
A primeira coisa é comprar uma boa lancheira com tamanho suficiente para toda a comida que queremos lá colocar. Escolhi uma térmica, da Built e que foi comprada na loja da UP, uma vez que não tenho frigorífico. A lancheira não foi muito barata (31€ há 2 anos) mas em compensação mantém as temperaturas (frio ou calor) e pode ir à máquina de lavar, que é uma vantagem em relação às minhas lancheiras anteriores, já para não falar na durabilidade!


A segunda são as caixinhas: existem de todos os tamanhos, feitios e cores de modo que há que escolher as mais adequadas à lancheira. Para mim, que comuto a pé (40mins de ida e outros 40mins de volta) as caixas de vidro são muito pesadas, mas como quem procura acha, encontrei umas Pirex bastante leves. Claro que se podem utilizar as de plástico próprias para microondas, mas acabam sempre por se estragar muito mais rápido que as de vidro pois por vezes ficam manchadas com as cores das comidas (molhos de tomate e afins). Mas com nem só de caixinhas pirex vive esta mulher, as de plástico também vão sendo utilizadas!
A terceira é, claro, a comida: ao jantar faz-se sempre comida a mais para ficar para os almoços e tento não comer ao almoço do dia seguinte o que sobrou do jantar do dia anterior, para poder variar os sabores. Se por vezes o jantar não sobrar ou for algo que não seja prático de trazer, há sempre pão e imensa coisa para fazer uma bela sanduiche que pode ser acompanhada por salada, no verão, ou por sopa, no inverno.

A minha lancheira

Na minha lancheira, que à primeira vista pode parecer pequena, cabe imensa coisa e optei por seguir umas regras básicas para o que trago para comer durante o dia:
  • meio da manhã: peça de fruta + iogurte liquido / pacote de leite (verão) ou bolachas/bolo/pão caseiro (inverno)
  • almoço: refeição principal + peça de fruta + iogurte caseiro
Como faço boas e substânciais refeições até ao almoço, durante a tarde não sinto necessidade de lanchar e ao jantar como sempre uma refeição mais pequena que ao almoço. Não esquecer de manter uma boa hidratação do organismo: é muito importante beber água entre refeições, de modo que aproveito o chá do almoço e também tenho sempre garrafas de água no gabinete.

Espero ter ajudado aqueles que agora ponderam começar a levar a "marmita" para o trabalho. Experimentem, vão ver que não se arrependem :)

8 comentários:

  1. Ondina,
    Muito bonita a lancheira. De facto não é nada complicado tratar da marmita. Faço-o há uns aninhos, com algumas interrupções pelo meio, e nunca me arrependi.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito, são lindas e práticas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Que lindas Ondina e bem praticas essas malinhas.

    ResponderEliminar
  4. Um post excelente com dicas e sugestões muito úteis. De facto, levar marmita para o emprego é uma alternativa muito mais saudável do que os pratos servidos noutros locais, para além da questão da poupança. Gostei da lancheira: para pessoas modernas e práticas! Relativamente às caixinhas, também prefiro as de pirex, acho-as mais seguras pois ainda receio um pouco a questão do plástico no microondas, por muito que me garantem que não são prejudiciais para a saúde.
    beijinhos e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  5. Infelismente neste momento não posso levar, mas fica guardada a sugestão! Adorei :)

    ResponderEliminar
  6. A minha lancheira também é da built ny.

    Gostei muito deste post e também partilho da mesma filosofia. Levo café e tudo!

    Mesmo comendo no carro, sem condições como num escritório, gosto de saber o que como e o dinheiro que poupo há já 8 anos.

    Beijinho e bom ano

    ResponderEliminar
  7. Adoro estas lancheiras! São linnndas! Eu também sou marmiteira há 8 anos mas não tenho nenhuma destas... Só há à venda em Lisboa e Porto... ainda não encontrei aqui por Coimbra...

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita :)